Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Dissertações

24.06.20publicado por Gato Pardo

Nos últimos 3 meses, tenho assistido (praticamente) de camarote a toda esta situação da pandemia, confinamento voluntário, confinamento obrigatório, estado de emergência, calamidade nacional e estupidez humana absoluta ao cubo. Durante este tempo, tenho feito os possíveis por me manter minimamente seguro, desinfectado (por dentro e por fora, em quantidades significativas) e calmo, seguro que as pessoas tinham a consciência da gravidade da situação que todos atravessamos.  

Mas não. É pedir demais da humanidade.

O ser humano é um  animal de hábitos. Se era idiota 3 meses atrás, vai permanecer idiota passe o tempo que passe. Ele simplesmente adapta-se às circunstâncias, mas no âmago do seu ser, não muda a sua essência. O que me leva a este post. Anos atrás, uma diferença férrea de opiniões, levou ao meu afastamento de outra pessoa. É o que acontece quando duas pessoas possuem opiniões vincadas mas em extremos opostos. Afinal de contas, os amigos defendem os amigos. Isso, se não fores eu. Porque há coisas que são indefensáveis. Há coisas que são imperdoáveis. E há coisas que só o tempo se encarrega de mostrar (porque há pessoas que gostam de viver no arco íris da ilusão do que encarar o black and grey da realidade. Em alguns casos, é mesmo uma questão de auto preservação, mecanismo de defesa). E 6 anos depois, um certo felino é convidado para um determinado aniversário. Curioso. Fiquei a pensar no que poderia ter sucedido nos 2190 dias para tamanha mudança de postura. Maturidade? Puberdade? Perda de virgindade? Todas hipóteses credíveis e viáveis mas não. A resposta era bem mais simples que isso. O motivo (que na realidade, foi uma pessoa) que levou ao nosso afastamento, agora pelos vistos afastou-se dessa pessoa. Ou seja, havia um lugar vago por preencher. E as amizades para mim, não funcionam dessa forma. Para além de que, é uma mera questão de tempo até as comadres andarem aos beijos novamente. Afinal de contas, ambas conhecem demasiados podres uma da outra para correrem o risco de certas coisas se saberem. Eis a essência do ser humano no seu melhor. Serás meu amigo enquanto eu vir utilidade para ti na minha vida...

Tenho uma teoria relativamente simples acerca das pessoas. Gosto muito de animais, especialmente gatos. Porquê? Porque tratam bem quem os trata bem. As pessoas também têm uma teoria muito simples sobre a minha pessoa. Eu sou anti social, dizem. Falso. Apenas sou lobo em pele de lobo. What you see is what you get.